Então, predador

Não tem mais como escapar
Suas garras mortais me prenderam pra não mais soltar.

Analisando como um predador seus olhos me encaram
Sabendo de toda a minha dor.

O abismo que existe entre nós não é mais tão profundo
Já não há medo quando estamos a sós.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s